Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O futebol brasileiro continua sendo o melhor do mundo?

 ?????????????????
 
Desde quando acompanho futebol e a seleção brasileira (entenda-se copa de 98 em diante), tenho visto que o futebol brasileiro vem sendo questionado se é realmente o melhor do mundo. As atuações pífias nas copas de 2006 e 2010 também nos remetem à mesma questão: o futebol brasileiro ainda é o melhor do  mundo?
É fato que o Brasil é um grande celeiro de craques. Jogadores como Paulo Henrique Ganso e Neymar no Santos, Lucas no São Paulo, o jovem goleiro Renan do Avaí e o meia Oscar do Internacional, na que na minha opinião ainda será um grande jogador, são grandes exemplos disso. Destes citados, com certeza Neymar e Ganso estão à frente. Neymar possui uma habilidade e velocidade assustadoras. Ganso tem a visão de jogo e a técnica dos grandes meias dos anos 70 e 80. Daqui a alguns anos, estando mais maduros e experientes, com certeza esses dois são candidatos a melhor jogador do mundo. Isso sem citar jogadores já consagrados como Kaká, Robinho, Luís Fabiano, Júlio César, entre outros.
Porém, já faz alguns anos, o campeonato brasileiro vem caindo de nível. Cada vez mais, os grandes jogadores deixam o país muito jovens, fazendo com que os times tenham que se virar em um campeonato com vários jogadores de qualidade questionável. Os jogadores que são repatriados, voltam em final de carreira e com salários astronômicos, tornando-se estrelas solitárias em elencos medianos ou fracos. Sem falar na arbitragem e no calendário, que são um caso à parte, no mau sentido.
 Todos esses problemas se refletem na seleção brasileira, que a muito tempo não joga um futebol convincente. Muitas pessoas que conheço preferem torcer para os seus times do que pra seleção. Principalmente aqueles que tiveram o prazer de ver a seleção de 82, que mesmo não ganhando a copa, foi uma das melhores de todos os tempos.
A verdade é que há muito, o torcedor brasileiro perdeu o tesão de essistir à seleção. Foi muito triste ver uma seleção olímpica como a de 96, com Ronaldo Fenômeno, Roberto Carlos, Dida, Sávio, Rivaldo e Bebeto, perder de virada pra Nigéria um jogo que vencia por 3X1. Como pode uma seleção como a de 2006, com os Ronaldos, Robinho, Kaká, Roberto Carlos, Adriano e Júlio César, ser derrotada de forma humilhante pela França, com direito a mais um show de Zidane? Ou em 2010 perder pra Holanda, que além do goleiro, só tinha mais 2 jogadores com alguma qualidade (diga-seSneidjer e Robben)? Porque um time com os maiores craques do mundo não consegue se tornar uma equipe vencedora?
Uma das grandes honras da minha vida, foi quando, ainda estudante universitário de Radio e TV, apresentei um programa com a participação do grande jornalista Michel Laurence, um dos fundadores da revista Placar e idealizador do troféu bola de prata. Num papo informal, nos bastidores, Michel disse uma coisa que, depois de analisar friamente, verifiquei que é a mais pura verdade. Na Europa, onde estão os ditos melhores jogadores e competições do mundo, os campeonatos nacionais tem somente 2, no máximo 3 candidatos ao título, tese endoçada por Muricy Ramalho numa coletiva na semana passada. Muitos dos jogadores que atuam por lá, e são chamados de craques, se fizessem um teste em times da segunda divisão do brasileirão, seriam reprovados. Isso só ilustra a grande derrocada do futebol brasileiro.
Fica aí a esperança no trabalho do Mano Meneses. Ele tem um bom time nas mãos. Basta saber se conseguirá transforma-lo numa boa equipe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário